Covid-19: brasileiros devem ser imunizados a partir de janeiro

Tue, 05 Jan 2021 10:40:29 -0300 / 0 Comentários

A expectativa com a virada do ano é que a vacina chegue logo ao Brasil. A projeção do Ministério da Saúde é que os brasileiros comecem a ser imunizados ainda em janeiro deste ano. Em novembro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, começou os testes de pelo menos quatro vacinas, que se encontram agora em fase de monitoramento e Plano de Gerenciamento de Risco.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, garantiu que todos os estados receberão doses do imunizante simultaneamente e de graça. Ele pediu que a população confie no Sistema Único de Saúde (SUS). Pazuello fez ainda uma previsão de quando a vacinação em massa começa por aqui.
“A previsão é de que agora, mais para o final de janeiro, nós tenhamos alguma disponibilização de vacinas. Algumas em caráter emergencial ainda, mas a vacinação com quantidade e registros necessários para a vacinação em massa [começa] a partir de fevereiro.”
Recentemente, a Agência autorizou a importação de dois milhões de doses de vacina contra a doença para antecipar a disponibilização quando o registro ou uso emergencial for aprovado. Com isso, alguns estados já enfrentam uma corrida contra o tempo a fim de garantir a imunização para a população local.
A professora do curso de Saúde Coletiva da Universidade de Brasília (UnB) Carla Pintas acredita que para que a campanha nacional funcione, o governo federal precisa apresentar um plano de imunização específico para a Covid-19, como já é feito para outras doenças. O Plano Nacional de Imunização, apresentado em dezembro, precisa responder perguntas como: onde serão aplicadas as vacinas, quem pode ou não pode tomar, quais os grupos prioritários, entre outros.
Na opinião dela, os estados e os municípios que estão se adiantando em relação à imunização da população local podem enfrentar problemas.
“A vacina é distribuída pelo Ministério da Saúde e estados e municípios têm a função de fazer a logística da aplicação da vacina nas Unidades Básicas de Saúde, do espaço físico, equipamento, material. Se sai uma corrida à frente desses estados e municípios, pode dar muito problema. Estados e municípios com mais recursos em caixa e que conseguem se organizar melhor podem passar na frente e deixar para trás aqueles entes com menos recursos e menos capacidade.”
Até dezembro, mais de 40 países já haviam começado campanhas para vacinar a população contra a Covid-19. Ao todo, mais de 12 milhões de doses já foram aplicadas. O Reino Unido saiu na frente com doses da Pfizer. Em seguida, aparecem Estados Unidos, Canadá, Arábia Saudita, Israel e os 27 países da União Europeia.
Reportagem, Jalila Arabi.