Paraná é o segundo estado no ranking de desmatamento da Mata Atlântica

Sat, 03 Oct 2020 09:31:02 -0300 / 0 Comentários

Estado teve 1.361,91 hectares desmatados, atrás apenas de Minas Gerais com 1.516,59 hectares. Operação Mata Atlântica em Pé aplicou neste ano R$ 11,4 milhões em multas no Paraná.

O Paraná é o segundo estado que mais destruiu a Mata Atlântica em 2020, conforme dados divulgados, nesta sexta-feira (2), em um balanço da Operação Mata Atlântica em Pé, ação nacional realizada por Ministérios Públicos de 17 estados.
O Paraná teve 1.361,91 hectares desmatados, atrás apenas de Minas Gerais com 1.516,59 hectares. No Brasil, foi constatado o desmatamento irregular de 6.306 hectares de floresta.
Neste ano, houve aumento do número e da extensão das áreas fiscalizadas no Paraná. Foram vistoriados 135 polígonos, contra 53 no ano passado - um acréscimo de 155%.
Com isso, foi verificado desmatamento em uma área 98% maior - de 688 hectares em 2019 para os 1.361,91 hectares encontrados em 2020.
Participaram da ação de fiscalização no estado, que envolveu 51 pessoas nas ações de campo, o Batalhão de Polícia Ambiental - Força Verde, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Água e Terra (IAT).
A partir de dados obtidos por monitoramento via satélite, foram fiscalizadas áreas nas seguintes localidades:
  • Adrianópolis
  • Altamira do Paraná
  • Antonina
  • Boa Ventura de São Roque
  • Campina do Simão
  • Campina Grande do Sul
  • Campo Magro
  • Candói
  • Cantagalo
  • Carambeí
  • Chopinzinho
  • Coronel Domingos Soares
  • Cruz Machado
  • Faxinal
  • Goioxim
  • Guarapuava
  • Imbaú
  • Imbituva
  • Inácio Martins
  • Ipiranga
  • Irati
  • Ivaí
  • Lapa
  • Laranjeiras do Sul
  • Mangueirinha
  • Manoel Ribas
  • Nova Laranjeiras
  • Ortigueira
  • Palmas
  • Pinhão
  • Pitanga
  • Porto Barreiro
  • Prudentópolis
  • Quedas do Iguaçu
  • Rebouças
  • Reserva
  • Reserva do Iguaçu
  • Salgado Filho
  • Santa Maria do Oeste
  • São João do Triunfo
  • Tibagi
  • Turvo.
O montante das multas aplicadas aos infratores no Paraná foi de R$ 11.433.372,50, ou seja, subiu 84% em relação aos valores do ano passado - R$ 6.204.850,00.
No Paraná, foram apreendidos ainda madeira e equipamentos como motosserra e também escavadeira.
"Essas áreas que foram desmatadas não podem ter utilização econômica. Qualquer utilização econômica sob uma área que foi desmatada ilegalmente da Mata Atlântica significa enriquecimento ilícito e, portanto, não é só a multa administrativa que vai ser aplicada. Há uma proibição da utilização dessa área e há um dever de recuperar integralmente essa área sem prejuízo de medidas indenizatórias e compensatórias", disse Alexandre Gaio, promotor e coordenador da operação.
No Paraná, a operação continua até segunda-feira (5). Nos outros 16 estados que têm o bioma Mata Atlântica a operação já terminou.
Rpc Paraná